Wednesday, March 01, 2006

SEGREDOS

Tenho a consciência presa nos tornozelos
As amarras na minha alma...
Tenho o corpo à deriva no pântano.
Soltei a âncora dos meus pés e lancei-a
Não sei onde se enterra ou se perde
Sei que não pára e percorre o infinito.
Sei que desconheço o paradeiro e recorro
ao derradeiro desconhecido para me encontrar.
Trago os segredos nas mãos abertas.

1 Comments:

Blogger Ana Maria said...

Olá querida também te ofereço a minha dor!

Mãe

a tua essência bebo
nos beijos de fêmea

procuro o fio do umbigo e guardo-o.

ouço no teu interior o caos e respiro lama na placenta morta.

visto de vermelho o corpo e
penso no preto.

o frio é o laço e
as lágrimas alimentam-me.
Ana Mª Costa
o meu beijinho e fica bem!

1:55 AM  

Post a Comment

<< Home