Wednesday, June 14, 2006

ÁGUA

É fundo o poço que buscas no encontro do desejo.
Mergulhas na água tirando aos baldes o teu corpo.
Bebes o ar que secou da água e escorres a vontade pelas mãos.
Transbordas no epicentro do quase tudo e quase nada.
Banhas os teus olhos com a água que se esconde no poço.

1 Comments:

Blogger AS said...

Mónica, li a tua poesia. E quero dizer-te que gostei muito do que li!... Parabéns pelo teu talento!

Um beijo

11:22 AM  

Post a Comment

<< Home